domingo, 5 de outubro de 2008

Jovens Urbanos fazendo Política !!!!!!!!!!!!!!!!!


Aproveitamos o assunto que está em pauta, a política, para conversarmos sobre a questão: “Qual a participação do jovem na política ?”
Um jovem fez a leitura do poema “O analfabeto Político” de Bertolt Brecht e a partir daí começamos a discutir como o jovem pode participar das políticas da cidade.
Aproveitamos o momento de eleições que a cidade passa e montamos um simulado de uma eleição, da seguinte forma, fizemos de conta que o Lajeado era uma cidade e precisava eleger um prefeito, então os jovens escolheram três candidatos, sendo eles um menino e duas meninas, e para cada candidato um assessor, o restante do grupo formou mais três grupos, uma associação de mulheres, um movimento estudantil e um sindicato de trabalhadores.
Cada candidato montou seu plano de governo com as sus propostas e junto com os assessores montaram um programa eleitoral na TV.
Depois com a participação de todos, houve um debate onde os candidatos respondiam a perguntas formuladas pelos grupos presentes.
Foi uma atividade muito rica, pois os jovens levaram realmente a sério a proposta e se envolveram de tal forma que o debate parecia uma situação real, com propostas bem elaboradas e perguntas críticas e questionadoras, mas também não faltou momentos de descontração entre os jovens.
Alguns exemplos de frases dos candidatos: “No meu governo não prometo fazer nada, só vou melhorar o que já tem”, “Se eleita vou dar chapinha de graça para todas as mulheres”, “também vou aumentar a frota de ônibus e colocar tv em cada um” (Dany, 19 anos), “Vou construir mais hospitais e nos terrenos baldios vou fazer postos de saúde”, “Vou dar transporte grátis para levar os jovens e as crianças para a escola e em cada“van” vou colocar uma monitora” (Tito, 17 anos), “Candidato que fala muito, nada faz”, “Vou construir mais área de lazer no bairro” (Karolzinha, 16 anos, vencedora).
Também teve ótimas questões dos grupos, tais como: “As mulheres não precisam de chapinha de graça, mas sim de ginecologista nos postos de saúde” (Kátia, 19 anos), “O povo não precisa de tv em ônibus, mas de um transporte melhor” (Diego, 17 anos), “Os jovens precisam de transporte gratuito para poder ir pra escola” (Ellen, 16 anos).
Nesse clima de cidadania, finalizamos com uma discussão sobre a participação juvenil na política e o questionamento de como será a participação dos “jovens urbanos” nestas eleições.
Força Sempre!

Vandei
Educador – PJU–IPJ – Turma da tarde

2 comentários:

katia disse...

legal... é isso ai , aprendemos a exigir nossos direitos com essa dinâmica, saber escolher nossos candidatos...
|
|
bjos....

Vander disse...

MUITO BOM GALERA, ARRAZANDO
É ISSO AI.
PARABÉMS A TODOS(AS) E SIGUAM EM FRENTE
FUI


xxx