segunda-feira, 25 de janeiro de 2010

Exploração - Vila Maria Zélia - Belenzinho

Exploração na "Vila Maria Zélia", uma das 1ª vilas operárias de São Paulo (fundada em 1917), lá os jovens conversaram com moradores e vivenciaram como é morar em uma cidade pequena dentro de uma cidade grande.


"Tem poucas casas e muitos carros" - Arthur

"Olha que legal, as crianças brincando de "taco" na rua" - Raul

"De acordo com o que vi, percebi que naquela vila eles levam a vida um pouco diferente daquela que estamos acostumados a ver, eles parecem levar uma vida mais tranquila, porque a Vila Maria Zélia é muito calma.
Particularmente eu adorei aquele local, mas acho que se fosse morar lá, não me acostumaria, pois já me acostumei com um cotidiano agitado e não seria nada fácil.
È isso ai, se quiser saber mais sobre esse lugar, pegue o endereço e vá lá conhecer você também!"

Naty
-
Jovens Urbanos-IPJ
Turma da Tarde


"O local onde nós fomos foi bastante interessante para mim, adorei a exploração.

Na Vila Maria Zélia é bem diferente do que eu to acostumada a ver no meu dia-a-dia.
Na Vila tem casas comuns como na cidade grande, pois lá não é tão rural mesmo sendo antiga.
Gostei de ter ido lá, porque é sempre bom saber coisas que a gente ouve pouco a falar, contudo a história não é tão diferente das outras, mas gostei pelo fato de ter coisas que a mídia não é capaz de mostrar.
Vila Maria Zélia, calma e pacata, com uma história magnífica e com coisas lindas de se ver.
Vale a pena ir lá conhecer e saber mais sobre o que acontece por lá."

Nany
Jovens Urbanos-IPJ - Turma da Tarde

3 comentários:

wellingtom disse...

As casas dela e muito bonita,tem poucas casas e muito carro.
As ruas sao muito calma...WELLINGTON DIVINO

wellingtom disse...

As casas muito bonita,As ruas muito calma, Tem muito carros e poucas casas WELLINGTON DIVINO

Edson Martins disse...

Olá gente do IPJ.....aquele abraço!!

Bacanas as discussões sobre o rural e o urbano....achei legal também que tenham visto o urbano no rual...o rural no urbano...um dos baratos das cidades atuais é que esss elementos se confundem e, de repente, rural e urbano passam a ser apenas catagorias para nomearmos os espaços do Homem...legal..

Fiquei muito tocado com a visita à Mª Zélia...conheço lá...tive amigos por lá...aquele lugar tem uma magia única e, não por acaso, encanta tanta gente...é outro modo de vida.

Posso lançar uma perguntinha pra galera? Para pensar o Lajeado, ok? O que fez a memória da V. Mª Zélia permanecer tão viva...o que esses caras fizeram de diferente para deixar tantas marcas?

Aquele abraço!

Edson